Como os drones ajudam a otimizar o processo de topografia?

As inovações tecnológicas têm atingido todos os setores, proporcionando novas maneiras de executar atividades muitas vezes antigas, otimizando tempo, recursos e aumentando a eficiência. A engenharia civil não fica fora dessa lógica: a medição e avaliação da topografia do terreno, um dos pilares mais importantes para o sucesso de qualquer construção, ganharam reforço com o advento dos drones.

Veja a seguir de que forma os drones contribuem para otimizar o processo de topografia.


Terrenos de difícil acesso


Essa foi uma das grandes inovações que o uso de drones trouxe para a topografia. Sem esse recurso, realizar o levantamento topográfico era uma missão difícil em algumas regiões, que apresentavam acesso restrito, terreno muito acidentado, distância considerável. Agora, chegar a esses locais ficou mais fácil graças ao equipamento.

Alcançar terrenos de difícil acesso, além de ser mais rápido e prático, também pode ficar mais barato, porque o drone dispensa a necessidade de deslocar grandes equipes. Uma única pessoa pode conduzir o dispositivo e realizar o levantamento sozinha.


Informações mais precisas


Os drones otimizam o processo ao fornecerem informações mais precisas e minuciosas a respeito da topografia do terreno, que podem fazer toda a diferença no projeto da construção. O mapeamento topográfico é feito por meio de pontos distribuídos no terreno. Na fotogrametria, cada pixel que forma a imagem corresponde a um ponto com coordenadas próprias.

O uso do drone permite que um mesmo terreno tenha um número maior de pontos do que na topografia de solo. Depois de realizado o levantamento, a análise do terreno terá mais riqueza de detalhes por causa dessa grande quantidade de pontos. Qualquer irregularidade na superfície ou outra particularidade não corre o risco de passar despercebida.


É mais produtivo e barato


Quando falamos em produtividade no levantamento topográfico por drones, é importante ressaltar que ela condicionada a alguns elementos. Por exemplo: quanto mais alto for o voo, a área coberta será maior, mas com menos detalhes. Quanto menor a lente utilizada para captar as imagens, maior o tamanho da imagem e também a área de cobertura. Quanto maior a resolução da câmera, também será maior o tamanho da imagem e área de cobertura.

Ou seja: esse tipo de equipamento tem muitos recursos para aumentar a produtividade nessa função, fazendo com que sejam necessárias poucas horas de trabalho para cobrir a mesma área que poderia levar dias se dependesse da topografia de solo. E como existe essa questão de maior detalhamento das imagens, a velocidade não compromete a qualidade do resultado final.

Juntando isso ao fato de que um único profissional pode operar um drone para fazer todo o levantamento topográfico, o resultado é a economia de tempo e de recursos financeiros.

Por isso, pode-se dizer que o drone tem o potencial de revolucionar de verdade a construção civil, fazendo com que ela se torne cada vez mais competitiva, precisa e ágil. É a inovação tecnológica a serviço da engenharia e de toda a sociedade!

E de inovação nós entendemos como ninguém! Entre em contato conosco para saber mais sobre o nosso trabalho com drones.